Plantas aquáticas

plantas aquáticas

Quem já visitou o Sítio do Mato deve ter reparado na grande quantidade de plantas flutuantes que vivem no nosso açude. Além de deixarem a paisagem mais bonita, essas plantas são muito importantes para a manutenção do ecossistema aquático, pois a presença delas indica que o ambiente é pouco poluído.

As plantas aquáticas são divididas, prioritariamente, em três categorias: flutuantes, emergentes e submersas. Uma das principais famílias das flutuantes é a Nympheaceae. São mais de 70 espécies nenúferas – plantas aquáticas –  dessa família que vivem em água doce. Elas são perenes, ou seja, vivem por um longo período, são rizomatosas (emitem suas raízes do solo), com flores e folhas flutuantes.  A planta mais conhecida dessa família é a vitória-régia. Como ela é típica da região amazônica, não temos nenhuma vitória-régia aqui no Sítio. No entanto, ela é a maior planta da espécie: tem uma folha circular que pode chegar a 2,5 metros de diâmetro e suportar até 40 quilos em sua superfície. A sua flor pode ser branca, lilás, roxa e amarela. Ela expele uma fragrância noturna adocicada e se mantém aberta até a manhã do dia seguinte.

Outra importância ecológica das plantas aquáticas é o fato de servirem como habitat natural para diversos organismos que vivem na água. Esse tipo de vegetação é, também, responsável pela limpeza da água e por atenuar as variações térmicas externas.

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio

Deixe uma resposta