Category Archives: informações

coelho

Projeto de Páscoa

O Projeto de Páscoa é um dos momentos mais especiais para nós. Realizado há anos e se modificando um pouquinho a cada nova visita e a cada novo aprendizado, ele se dedica a explorar a imaginação, a abrir espaço para o lúdico, tanto na mente das crianças, quanto nas nossas.

Com o passar do tempo, fomos descobrindo como a fantasia é uma forte aliada na aprendizagem; aprimorando a forma de conduzi-la, percebemos que a descoberta torna o aprendizado gostoso e a interação com os animais, com as plantas, com as temáticas e com os colegas algo rico e simples ao mesmo tempo.

– O Coelhinho passou pelo Sítio e deixou rastros, vamos procurá-lo? – assim tudo começa e ovinhos, cenouras, outros animais são encontrados pelo caminho; precisamos aprender sobre eles para descobrir como seguir, ficamos todos curiosos com a diferença entre os ovos, com a diferença entre as galinhas e os coelhos, com as semelhanças possíveis entre a cenoura e o chocolate. O Projeto já começou e segue até a Páscoa.

por Inverno Studio

fim-de-ano

Mais que um espaço

Em 2016, completamos 20 anos de Sítio do Mato. Foi lá em 1996 que nos mudamos para esse lugar tão especial, mudamos a forma de olhar para ele e para a natureza e percebemos que era necessário abrir o Sítio para que outras pessoas também pudessem viver um pouquinho disso tudo, especialmente as crianças. Anos depois, surgiu a agência, Sítio do Mato Turismo, carregando, para além desse espaço, todo nosso aprendizado e nossos ideais sobre troca. Aprendemos muito e seguimos abertos para isso, aproveitando essa data de 20 anos para pensar sobre a trajetória e sobre o que ainda vem pela frente.

O Sítio do Mato é muito mais que um espaço ou que um sítio para visitação escolar. O Sítio do Mato é o lugar em que vivemos, em que nossa família se desenvolveu; é o lugar para o qual nos dedicamos e onde recebemos pessoas queridas, onde vivem todos os animais que amamos. Todos os dias pela manhã, a Rosangela visita bichinho por bichinho e sabemos que não é somente para colocar rações em potes; é para conversar um pouco com cada um deles, saber que está tudo bem, dar e receber carinho.

Estamos muito felizes por encerrar esse ano contando com vocês. Agradecemos a cada pessoa que participou ou participa da trajetória do Sítio do Mato: à família, aos amigos, às professoras, aos grandes parceiros, aos monitores, aos guias, aos motoristas, a todo mundo que faz parte disso e, especialmente, às crianças. Ontem, em uma conversa qualquer, o Mauri disse: “o que nos faz continuar é o olhar de encantamento e o sorriso de cada criança”. Pode até parecer clichê, mas são muitos sorrisos, cada um de um jeito e todos especiais.

Muito obrigada a todos. Desejamos um ótimo final de ano e que 2017 seja especial.

Sítio do Mato

crianca-e-natureza2

Qual a relação das crianças com a natureza?

O vídeo Criança e Natureza, desenvolvido pelo projeto de mesmo nome, trás informações e reflexões importantes sobre a relação das crianças com o ambiente e sobre diferentes formas de aprendizado. “40% das crianças brasileiras passa uma hora ou menos brincando ao ar livre”, “Nos centros urbanos, as crianças passam 90% do tempo em lugares fechados” são alguns dos dados trazidos no vídeo e que nos possibilitam pensar sobre que experiências e vivências estamos permitindo às crianças e à forma como isso influencia seu aprendizado. Além dos dados, Criança e Natureza traz relatos de mães e de educadoras sobre tal relação.

Criança e Natureza (Português) from Maria Farinha Filmes on Vimeo.

_MG_0505 (Medium)

A Páscoa está chegando!

Coelho coloca ovo? Quem mais coloca ovos? Mas de chocolate?

As curiosidades que surgem em torno da Páscoa e do coelho são muitas e criam oportunidades de aprender sobre diversos animais e assuntos de maneira natural e lúdica. O Projeto de Páscoa é um dos mais antigos realizados pelo Sítio e um dos que mais nos enche de orgulho e de carinho.

O trabalho é desenvolvido com as crianças pequeninhas, dos anos iniciais. A partir da busca pelo coelho de páscoa – que foi visto no Sítio pelos monitores – circulamos por todo o espaço aprendendo sobre o próprio coelho e sobre os animais e plantas que encontramos pelo caminho. Todos os conhecimentos que surgem vão, assim, sendo relacionados ao tema que costura a visita.

O Projeto de Páscoa já começou, agende sua visita!

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio
cuidadocomflores

Você sabe como cuidar das plantas em dias de calor?

As temperaturas mais altas do ano estão chegando, e, por isso, devemos ter alguns cuidados especiais com as nossas plantas. Pensa-se, comumente, que as plantas precisam de mais água nos dias muito quentes. No entanto, o cuidado difere para cada tipo e também de acordo com o local onde ela está alojada. Uma quantidade excessiva de água pode ser prejudicial, por isso, é mais interessante fazer uma rega profunda mais espaçada a regar todos os dias de forma superficial. Desta maneira, as raízes ficam úmidas por mais tempo, mantendo as plantinhas frescas mesmo no calor.

Durante os meses mais quentes do ano, deve-se regar as plantas, preferencialmente, na primeira hora do dia ou no fim da tarde, pois são os momentos em que a temperatura é mais amena. Quando a rega é feita em horários muito quentes e de sol forte, a água evapora rapidamente e não chega à raiz da planta. Em folhagens e flores de vaso, é interessante deixar um pouco de água com areia nos pratos para que elas se mantenham úmidas.

Se possível, é interessante retirar as plantas do contato direto com o sol nas horas mais quentes do dia para evitar queimaduras nas folhas e nas flores. O ideal são zonas frescas, com momentos de sombra e sol ao longo do dia.  O mais importante para manter as plantas cheias de vida durante os meses mais quentes do ano é saber as características particulares de rega e insolação de cada uma.

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio
Timbaúva

Semana da Árvore

Foi comemorado nessa semana o Dia Nacional da Árvore. Aqui no Sítio do Mato, foi um dia muito especial já que temos muitas árvores importantes, entre elas a Timbaúva.

A Timbaúva é uma árvore que cresce rápido. Ela perde suas folhas durante o inverno e renasce durante a primavera e o verão. Por esse motivo, é uma árvore característica de regiões com estações bem definidas.  O nome científico é Enterolobium contorstisiliquum e pertence à famíliaLeguminosae-Mimosoideae. Os frutos da Timbaúva são vagens recurvadas com formato semelhante ao de uma orelha, o que deu à espécie alguns apelidos como orelha-de-macaco. Elas surgem verdes e ficam pretas e secas durante os meses de junho e julho.

A nossa Timbaúva fica bem no meio do Sítio e deixa a paisagem muito mais bonita. Ela nasceu há mais de 20 anos atrás, logo que chegamos por aqui. Era uma muda muito pequena de árvore e, durante o aterramento de um açude, tivemos todo o cuidado para que ela não fosse removida. Agora, a Timbaúva está enorme e enche os olhos dos nossos visitantes.

Ficamos muito felizes em comemorar do Dia da Árvore essa semana. Vem conhecer essa e outras espécies de árvores aqui do Sítio do Mato!

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio
sítio_chá

Cinco chás para aquecer o inverno

Aquecedor, roupas quentinhas, luvas e toucas: quando chega o inverno, logo pensamos em como nos aquecermos. Para espantar o frio, os chás são ótimos aliados. Mas, além de aquecer, os chás ainda trazem muitos benefícios para a saúde. Aqui no Sítio do Mato adoramos um bom chá, principalmente quando feito com ervas colhidas na nossa hortinha.

Os chás podem ser feitos com flores e frutas através da infusão. Basta colocar uma a duas colheres de chá da erva ou fruta escolhida – de acordo com a intensidade do sabor – para cada xícara de água. Deixe por 10 minutos, coe e sirva.

A hortelã é uma das ervas mais lembradas por aqui para fazer chá; ela nasce com facilidade, precisando de sol e solo fértil e podendo ser cultivada em vasos. O chá tem ação vermífuga e auxilia na redução de dores e cólicas. Com propriedades calmantes, o chá de camomila também é uma ótima opção para quem quer se manter aquecido. A camomila ainda alivia cólicas e náuseas e atua como descongestionante. Outra opção é o chá de erva-cidreira, também cultivada muito facilmente. A erva-cidreira melhora a qualidade de sono, alivia dores de cabeça e cólicas menstruais e abdominais.

O chá de gengibre é ótimo para o inverno. Além das propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ele possui um elevado teor de vitamina C, o que auxilia a fortalecer o sistema imunológico e combater a temida gripe de inverno. Para fazer o chá de gengibre, basta adicionar a uma xícara de água, quatro rodelas da raiz. O gengibre também pode ser mesclado com outros ingredientes; uma ótima opção é o chá de limão com gengibre, que, além dos benefícios do gengibre, traz o poder energético e as propriedades desintoxicantes do limão. Em um litro e meio de água, adicione duas colheres de sopa de gengibre ralado e meio limão com casca.

Já escolheu o seu chá preferido para aquecer o inverno?

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio

 

O Coelho da Páscoa Passou por Aqui!

 

Falta um mês para a Páscoa! O Coelhinho já começou os preparativos, afinal, faltam só 31 dias até chegar essa data tão deliciosa! Já o vimos passar pelo Sítio algumas vezes e convidamos você e seus amigos para procurá-lo com a gente.

A busca pelo Coelhinho acontece durante o Projeto de Páscoa, em que seguimos os rastros deixados por ele. No caminho, conhecemos outros animais e podemos compará-los com os coelhos, entendendo suas diferenças e semelhanças, do que se alimentam e quais seus hábitos.

A partir dos ovos de chocolate, deixados pelo Coelhinho, descobrimos quais animais podem botar ovos de verdade e como eles são. Normalmente, o Coelhinho da Páscoa passa pela horta para matar a fome, então podemos ir lá espiar o que ele comeu e experimentar também.

No final do passeio, além de aprender sobre os animais e diversas outras curiosidades, a turma leva os ovinhos de chocolate deixados pelo Coelhinho e recebe uma surpresa!

Os agendamentos já começaram!

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio
caminhos rurais_facebook-03

Vem conhecer a Zona Rural!

Estamos preparando um projeto para te mostrar uma parte muito especial de Porto Alegre: a Zona Rural! Abre um espacinho na agenda que logo logo você será convidado a passar o dia com a gente conhecendo essa região tão importante para a cidade e descobrindo tudo que ela oferece, do lazer à produção de alimentos orgânicos.

Trabalhamos com Caminhos Rurais há bastante tempo, mas, normalmente, com grupos fechados ou com escolas. Agora a Sítio do Mato Turismo prepara roteiros de Caminhos Rurais abertos ao público. Em breve daremos mais informações!

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio
Divulgação Prefeitura de Torres-Neuza Luzz

Vamos para a praia?

Guarda-sol, diversão, crepe e picolé. Tudo isso tem na praia de Torres, aquela bem na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, lembra? Mas Torres também tem o Rio Mampituba, a formação rochosa e muita história.

Seja verão, seja inverno, a Sítio do Mato Turismo visita a praia para conhecer um pouco mais a cidade e o que está em volta dela. Aprendemos que a divisão entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina é marcada pelo Rio Mampituba; de um lado está Torres, cidade gaúcha, e do outro, Passo de Torres, cidade catarinense. Mampituba é um nome de origem tupi-guarani, significa “rio de muitas curvas”.

A relação com os indígenas continua. Os primeiros habitantes de Torres foram índios Guaranis Carijós. Eles permaneceram na região até o ano de 1600 aproximadamente, vivendo da pesca, da caça e de práticas agrícolas.

Descobrimos também que o Morro do Farol, o Morro das Furnas e o Morro da Guarita fazem parte de uma formação geológica de rochas magmáticas, originárias de derramamentos de lava vulcânica que aconteceram há milhões de anos. São formados por arenito e por basalto e marcam o início da Serra Geral. Mas Torres ainda tem muito para nos ensinar; sobre lendas, história, lagoas e rochas.

O que você quer saber sobre o Sítio do Mato? Deixe um comentário com a sua sugestão!

por Inverno Studio

Credito da foto: divulgação Prefeitura de Torres/Neuza Luzz